11.11€

O Desdobrar da Sombra seguido de Fragmentos de um Labírinto
[Maria da Saudade Cortesão Mendes (1884-1960)]

O Desdobrar da Sombra seguido de Fragmentos de um Labírinto
O Desdobrar da Sombra seguido de Fragmentos de um Labírinto
Prémio P.E.N. 2009 (Poesia)

“Mulher toda sal e espuma/filha e neta de altos entes/companheira de arte-vida...”, assim a define o grande poeta brasileiro Murilo Mendes. Maria da Saudade (1884-1960) morou grande parte da vida no estrangeiro, acompanhando no exílio seu pai, Jaime Cortesão, até Paris (onde foi educada), Madrid e Rio de Janeiro. Nesta cidade conheceu Murilo Mendes, com quem veio a casar-se e depois acompanhando pela Europa em missões culturais. Em 1957 fixaram-se em Roma, onde, durante 18 anos, a sua casa se tornou lugar de referência para escritores e artistas plásticos. Apesar destes itinerários, Maria da Saudade conservou-se integralmente portuguesa, se bem que muitos dos seus amigos fossem estrangeiros, tais como Albert Camus, Carlos Drummond de Andrade, João Cabral de Melo Neto e Luciana Stegagno Picchio, ao lado de Sophia de Mello Breyner e Maria Helena Vieira da Silva. Do inglês traduziu, de Shakespeare, A Midsummer Night’s Dream e, de T. S. Eliot, Murder in the Cathedral; para o francês, uma antologia de textos de Murilo Mendes, Office Humain. .../... Pássaro do Tempo reúne seis livros, que vão desde O Dançado Destino, seu livro de estreia (Prémio Fábio Prado de Poesia, São Paulo, 1952) até No Tempo, onde há poemas já de 2002. Os textos aqui reunidos com o título O Desdobrar da Sombra, são de épocas e estilos muito diferentes. Ao contrário de Fragmentos de um Labirinto, que formam uma sequência completa.

Reviews
Languages
Português English
Currencies
Quick Find
 
Use keywords to find the product you are looking for.
Advanced Search
0 items